SHAMPOO: CONHEÇA A FORMULAÇÃO E SEUS DETALHES

A IMPORTANCIA DA FORMULAÇÃO CORRETA DO SHAMPOO

A formulação de shampoos é um processo crucial para o desenvolvimento eficaz do produto, envolvendo a criação de uma fórmula específica para atender às necessidades de limpeza e condicionamento capilar. As principais classes de componentes desempenham papéis distintos nesse processo:

Veículo: A água é uma das matérias-primas essenciais do shampoo, facilitando a mistura de todos os ingredientes.

Quelante ou Sequestrante: Estes componentes interagem com íons presentes na preparação, evitando incompatibilidades entre os diferentes ingredientes. Exemplos incluem EDTA de sódio ou treta sódico.

Tensoativo: Responsável pela formação de espuma e limpeza, confere identidade ao produto. O laureth sulfato de sódio é um exemplo crucial nessa categoria.

Sobreengordurante: Repõe a gordura retirada pelo tensoativo, como a dolomita de óleo de coco.

Opacificante: Altera a aparência do produto, tornando-o opaco. Por exemplo, se o produto for originalmente transparente, o uso de opacificante o tornará branco ou perolado.

Agente Condicionante: Melhora a capacidade de pentear e confere movimento aos cabelos, prevenindo o ressecamento. O poliquaternium 10 é um exemplo eficaz.

Agente Espessante: Confere viscosidade ao produto, evitando que fique muito líquido ou muito denso. O cloreto de sódio é utilizado para melhorar a viscosidade.

Ativo (Opcional): Adição de ativos específicos, como anti-caspa ou anti-queda, conforme necessário.

Fragrâncias: Importantes para a identidade do produto, contribuem para a experiência sensorial e comercialização.

Conservante: Evita o crescimento de fungos e bactérias. É importante notar que alguns conservantes podem causar sensibilidade, conforme indicado por estudos.

Corretor de pH: Mantém o pH do produto ideal. Hidróxido de sódio aumenta o pH, enquanto o ácido cítrico o reduz, proporcionando equilíbrio.

Garantir a presença e a proporção adequada desses componentes é essencial para criar um shampoo eficaz e seguro para o uso capilar.

Shampoo: recipiente junto com liquido viscoso transparente

Sustentabilidade lado a lado

Escolha de Ingredientes Sustentáveis:

Opte por extratos naturais provenientes de fontes sustentáveis, como plantas orgânicas cultivadas de forma responsável. Isso não apenas promove um shampoo mais natural, mas também apoia práticas agrícolas ecologicamente corretas.

Procure por óleos vegetais certificados e conservantes derivados de fontes naturais para reduzir o impacto ambiental.

Embalagens Ecológicas:

Considere utilizar embalagens recicláveis, biodegradáveis ou até mesmo explore alternativas para eliminar o uso excessivo de embalagens, como shampoos em barra. Isso reduzirá o desperdício de plástico e contribuirá para um ciclo de vida mais sustentável do produto.

Práticas de Produção Conscientes:

Busque métodos de produção que minimizem o desperdício de água, energia e matérias-primas. O foco aqui é reduzir o impacto ambiental global da produção do shampoo.

Considere implementar processos de produção mais eficientes e eco-friendly para promover práticas sustentáveis.

Transparência e Responsabilidade Social:

Comunique de forma transparente as práticas sustentáveis adotadas pela sua marca. Isso inclui não apenas a sustentabilidade ambiental, mas também o apoio a comunidades locais e iniciativas sociais.

Testes e Segurança é Fundamental

Testes de Irritação e Sensibilidade:

Antes do lançamento do produto, conduza testes para garantir que o shampoo seja suave para o couro cabeludo e não cause reações alérgicas. Os testes dermatológicos são fundamentais para garantir a segurança do produto.

Testes de Eficácia:

Certifique-se de que o shampoo cumpra suas promessas de limpeza eficaz, condicionamento adequado e entrega dos benefícios propostos, como controle da caspa ou fortalecimento capilar.

Conformidade Regulatória:

Desenvolva a fórmula do shampoo considerando as normas e regulamentos estabelecidos pelos órgãos reguladores. Isso garante que o produto atenda aos padrões de segurança exigidos pela legislação.

Testes de Estabilidade:

Realize testes para garantir que o produto mantenha suas propriedades ao longo do tempo, resistindo a condições como variações de temperatura e luz. Isso assegura a qualidade do produto até sua expiração.

Legislação Brasileira de Cosméticos:

Conheça as Normas e Regulamentações da Anvisa para Segurança e Qualidade

Ao aplicar esses passos na formulação de shampoos, é possível desenvolver produtos mais sustentáveis, seguros e eficazes, alinhados com as demandas atuais do mercado e as preocupações dos consumidores por produtos mais naturais e éticos.

Responsável pelo Conteúdo

WhatsApp
LinkedIn
Facebook
Email

Descubra Mais

Compartilhar esse conteúdo:

Pesquisar:

Posts Recentes:

Categorias:

Reproduzir vídeo
Kit empreendedor para fabricação de cosméticos.
Agitadores de Laboratório