7 tipos de soldas mais utilizados na indústria

Conheça as diferenças e características dos 7 tipos de solda existentes no Brasil.

7-tipos-de-soldas

 

Conheça as diferenças e características dos 7 tipos de solda existentes na indústria brasileira.

Saiba quais são os tipos usuais de solda, processos de soldagem robotizada e momentos em que aplicamos cada uma das opções.

A soldagem é o processo pelo o qual se produz uma solda, tem como função unir, revestir ou fazer a manutenção de peças ou equipamentos. Esta dinâmica consiste na fusão por aquecimento – método mais utilizado – ou congelamento entre dois (ou mais) materiais, sejam semelhantes ou não. A prática da soldagem se concentra principalmente na indústria (com foco para o setor automotivo) e em construções civis.

Além de a soldagem ser necessária na produção de automóveis, instrumentos hospitalares, maquinarias, aparelhos celulares, portões, entre outros, é também processo crucial para nós da Só Hélices, visto que a fabricação de nossas hélices depende da solda, esta permite que tenhamos a peça inteira, haste + flange + aletas, haste + aleta ou flange + aleta.

 

Variáveis de Soldagem Robotizada

Soldagem a arco, ou eletrodo revestido (MMA, SMAW,FCAW, SAW): Além de ser o tipo mais comum de solda e o processo mais barato, é também o que tem maior flexibilidade em comparação a outros métodos. A soldagem é feita por meio do calor produzido pelo curto-circuito criado entre um eletrodo e uma base de metal.

Utilização: Em aplicações que demandam elevado nível de precisão e repetibilidade;

 

Soldagem por resistência (RW): Por meio do líquido formado pelo calor da corrente criada entre duas peças de metal. Este líquido é o que cola os metais.

Utilização: Em projetos de tratamento térmico.

 

Solda a ponto: Variável da solda por resistência; Une metais finos que resistem a correntes elétricas.

Utilização: Em união de chapas metálicas em indústrias automotivas.

 

Soldagem TIG (GTAW): É geralmente utilizada em materiais como o inox ou metais não ferrosos. A soldagem é feita por meio do curto-circuito (faísca) formado entre um eletrodo de tungstênio não consumível e a parte de metal. O processo é o mais demorada das demais opções, todavia pode ser usado de forma manual, robotizada ou semiautomatizada.

Utilização: Em aplicações que, acima de tudo, exijam precisão.

 

Soldagem MIG (GMAW): A soldagem utiliza gás argônio e é feita por meio da alimentação contínua entre um fio e a ponta de solda aquecida.

Utilização: Em aplicações que priorizam a simplicidade e velocidade do processo.

 

Soldagem a laser (LBW): Um cabo de fibra óptica produz uma luz laser por meio de um gerador.

Utilização: Em locais difíceis de chegar a solda; Em aplicações de alto volume e que exijam alta precisão; Setores como o automotivo, indústria médica ou joalheria.

 

Soldagem a plasma (PAW): Por meio do calor produzido por um gás ionizado retirado de um bocal de cobre.

Utilização: Quando o produto formado precisa de flexibilidade.

Tipos de máquinas de solda

Escolher a máquina de solda ideal para o seu negócio muitas vezes pode representar um desafio ao empreendedor, ainda mais quando sua equipe não conta com a presença de um especialista.

Primeiramente é importante estabelecer a finalidade da máquina, uma vez que algumas máquinas possuem restrições quanto aos materiais utilizados para soldagem. Segundo, é também importante que se analise a voltagem, corrente e penetração da solda, para garantir que os serviços da máquina sejam bem executados, gerando lucros e não gastos.

Máquinas transformadoras

  • Modelos maiores;
  • Mais utilizadas em metalúrgicas e oficinas;
  • Consomem mais energia.

 

Tipos de máquinas de solda

Máquinas inversoras

  • Modelos menores;
  • Mais modernas;
  • Não necessitam de grandes espaços;
  • Ideais para locais de difícil acesso.

Tipos de máquinas de solda

 

Responsável pelo Conteúdo

WhatsApp
LinkedIn
Facebook
Email

Descubra Mais

Pesquisar:

Posts Recentes:

Categorias:

Reproduzir vídeo
Kit empreendedor para fabricação de cosméticos.
Agitadores de Laboratório

Compartilhar esse conteúdo:

40 MODELOS DE MISTURADORES

agitadores de cosméticos

desenvolvemos 21 modelos de emulsificadores para géis, cremes, bases, loções e soluções cosméticas.