Você sabe o que significa automação industrial?

Você sabe o que significa automação industrial?

 

empresario_automacao_industrial

 

O que é automação industrial e como o empresário enxerga?

Podemos conceituar a automação industrial como sendo a junção das ferramentas necessárias para produzir um determinado item, do processo para o manuseio deste item e do controle para tal, fazendo com que haja pouca ou nenhuma intervenção de trabalho humano. Nos dias atuais não sobrevivem indústrias de grande porte sem o uso da Automação Industrial. Entretanto, diversos fatores de adequação do processo industrial devem ser ponderados antes de automatizar uma indústria.

Geralmente, os sistemas de controle que compõem um equipamento automatizado são compostos por um grupo de dispositivos eletrônicos e componentes cujo objetivo é proporcionar estabilidade, precisão e eliminar transições prejudiciais em processos produtivos. Os sistemas de automação industrial podem ter diferentes formas de implementação, variando desde as fontes de energia até os equipamentos em si.

Um equipamento muito utilizado na automação industrial é o CLP (controlador lógico programável) que nada mais é do que um processador, agregado a memórias, entradas e saídas digitais e analógicas com capacidade de processamento e comunicação com outros dispositivos. O CLP é responsável por processar todas as informações coletadas em campo e realizar o controle do processo.

Como resultado de um rápido progresso tecnológico, habilidades operacionais complexas podem ser solucionadas conectando-se CLPs e instrumentos como painéis de operação, motores, sensores, chaves e válvulas. Verifica-se em um contexto geral, que as possibilidades de comunicação em torno dos instrumentos são tão grandes que permitem um alto nível de exploração e coordenação de processo, bem como alta flexibilidade na implementação de um sistema de controle.

Não é tão fácil apontar o advento da Automação industrial, no entanto, etimologicamente falando, para que haja automação industrial é, antes de tudo, preciso que haja indústria, e ainda processos automáticos autocontroláveis. Portanto, pode-se marcar como início da Automação Industrial o século XVIII, com a criação inglesa da máquina a vapor, aumentando a produção de artigos manufaturados, e estas foram às décadas da Revolução Industrial. No século seguinte a indústria cresceu e tomou forma, novas fontes de energia e a substituição do ferro pelo aço impulsionaram o desenvolvimento das indústrias na Europa e EUA. Neste contexto, nos anos que seguiram, foram criados dispositivos mecânicos chamados relés, que em breve tomariam as fabricas.

Entre os dispositivos eletro-eletrônicos pode-se utilizar computadores ou outros dispositivos lógicos (como controladores lógicos programáveis ou CNC’s), substituindo, muitas vezes, tarefas humanas ou realizando outras que o ser humano não consegue realizar. É um passo além da mecanização, onde operadores humanos são providos de maquinaria para auxiliá-los em seus trabalhos.

 

 

 Automação industrial é o uso de qualquer dispositivo mecânico ou eletro-eletrônico para controlar máquinas e processos. 

 

 

A parte mais visível da automação, atualmente, está ligada à robótica, mas também é utilizada nas indústrias química, petroquímicas e farmacêuticas, com o uso de transmissores de pressão, vazão, temperatura e outras variáveis necessárias para um SDCD (Sistema Digital de Controle Distribuido) ou CLP (Controlador Lógico Programável). A Automação Industrial visa, principalmente, a produtividade, qualidade e segurança em um processo.

Em um sistema típico toda a informação dos sensores é concentrada em um controlador programável o qual de acordo com o programa em memória define o estado dos atuadores. Atualmente, com o advento de instrumentação de campo inteligente, funções executados no controlador programável tem uma tendência de serem migradas para estes instrumentos de campo.

A automação industrial possui vários barramentos de campo (mais de 10, incluindo vários protocolos como: CAN OPEN, INTERBUS-S, FIELD BUS FOUNDATION, MODBUS, STD 32, SSI, PROFIBUS,DEVICENET) específicos para a área industrial (em tese estes barramentos se assemelham a barramentos comerciais tipo ethernet, intranet, etc.), mas controlando equipamentos de campo como válvulas, atuadores eletromecânicos, indicadores, e enviando estes sinais a uma central de controle conforme descritos acima.

A partir destes barramentos que conversam com o sistema central de controle eles podem também conversar com o sistema administrativo da empresa conforme mostrado no parágrafo abaixo.

 

Automação industrial inteligente

Automatização de processos industriais e fabris

 

Uma contribuição adicional importante dos sistemas de Automação Industrial é a conexão do sistema de supervisão e controle com sistemas corporativos de administração das empresas. Esta conectividade permite o compartilhamento de dados importantes da operação diária dos processos, contribuindo para uma maior agilidade do processo decisório e maior confiabilidade dos dados que suportam as decisões dentro da empresa para assim melhorar a produtividade.

 

O que é automação industrial para a Só Hélices

A automação industrial é muito mais que um simples investimento para modernização de uma fábrica ou determinado processo, ela é a certeza de que seu processo de produção seguirá um procedimento padrão de fabricação, sendo assim uma aliada aos operadores do processo, pois ela permite uma rápida identificação das falhas e um diagnóstico detalhado das ocorrências.

Colabora e também na identificação de riscos futuros que possam significar um potencial atraso ou perda de produção. Com o auxilio da automação controles ajudam a identificar um desvio do processo possibilitando ao operador tempo hábil para corrigi-lo e assim evitar prejuízos e desperdícios. Ou seja, sua produção menos tempo parada.

 

Podemos destacar entre as principais vantagens do uso da automação industrial:

– Identificação das falhas de processo e agilidade nas ações a serem tomadas através de informações recebidas por sensores, transmissores e etc;

– Controle centralizado ou distribuído em pontos estratégicos do processo;

– Controle automático das malhas de temperaturas, pressões, níveis e etc;

– Proteção de motores pela leitura de suas correntes, diminuindo a carga quando esta chegar próximo aos limites estabelecidos no sistema;

– Rastreabilidade total da operação, ocorrências e falhas do processo;

– Relatórios de produção por turno, dia ou período selecionado;

– Diminuição de perdas ou refugos;

– Segurança, pois substitui o homem em atividades de risco;

– Qualidade do produto final;

– Fim do overtime em sua folha de pagamento.

 

 

 

6 thoughts on “Você sabe o que significa automação industrial?

    1. Oi Fernanda, bom dia.

      Fico muito feliz em saber que nosso trabalho é reconhecido por profissionais tão competentes e sérios como vocês.

      Conheço o Milton da Agroshow e tenho profundo admiração pelo trabalho e entrega junto ao mercado.

      Novamente, muito obrigado, Fernanda.

      Abração, Henrique Linhares

    1. Brain, boa tarde.

      Recomendamos sempre a Netzsch Moagem. É uma empresa séria, transparente e tem background comprovado em automação em fábricas de tintas, açaí, químicas e etc.

      Obrigado por acessar nosso site e desejo boa sorte.

      Super abraço, Henrique Noboru Linhares

    1. Edson, bom dia.

      Primeiro, um ótimo 2017 para você e toda sua família.

      Acabei de lhe adicionar no WhatsApp. A turma de janeiro já está fechada com todas as 11 vagas preenchidas. Mas será um prazer tê-lo na turma de março.

      Super abraço e nos falaremos pelo Whats.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *