Manifesto Junho – Produtividade com gestão lean

Manifesto Junho – Produtividade com gestão lean

Tempo de leitura do artigo: 3 minutos

Manifesto - Junho de 2018

 

Manifesto – Junho de 2018

Aumentando a qualidade com uma equipe reduzida.

Quem trabalha com a fabricação de produtos e bens de capital sabe que nosso cotidiano é brigar por centavos. Nossa alíquota de imposto varia de 25,8 a 28,8%, dependendo da atividade da empresa. Minimizar as despesas de fabricação para diminuir o custo unitário é praticamente um mantra quando há um congresso ou evento do setor.

A tecnologia evolui de forma assustadora, alguns, dizem que ela é viva. Quando existe, já está ultrapassada. Entretanto, o constante lançamento de novas plataformas e conceitos cria uma série de possibilidades e necessidades até então inexistentes em nossas vidas e ambientes de trabalho. Quem imaginava, há dez anos, utilizar o aparelho celular para  filmar em alta resolução através de lives (ao vivo) em um broadcast pessoal? Portanto, todos os dias procuramos seguir à risca a elaboração de novas hélices e com todos os esforços conjuntos a 6 mãos (Tecnologia + Laboratório + Cliente).

Cortamos parte de nossas hélices à laser em máquinas KAZUK, com comprimento de onda de 10,6 μm. Livres de rebarbas e com rugosidade superficial muito baixa. Isso evita prejudicar a capilaridade do aço inox. É possível graças à sua radiação emitida, que tem um comprimento de onda de cerca de 1,03 μm. Isso significa que a energia é absorvida mais intensamente pelo material do que com um laser de CO2. Dobramos em plataformas automatizadas, eliminando completamente as imperfeições do processo. E por fim, testamos em laboratório e novos usuários parceiros (early adopters) antes de serem despachadas ao cliente.

 

A filosofia da Só Hélices:

A nossa empresa é bem jovem, aproximadamente 2 anos de atividades. Também somos bem pequenos e enxutos. Em nosso escritório há poucos colaboradores. Trabalhamos com o empoderamento lean em todos as etapas da nossa fabricação até entrega do cliente. Fujimos de uma estrutura hierarquica rígida. Acreditamos que as debilidades técnicas devem ser trabalhadas positivamente.

Acreditamos que a transparência é fator preponderante quando o assunto é empreendedorismo no segmento de bens de capital. Em nosso DNA está o alvitre da tecnologia de alta performance. Fazer mais por quem confia em nosso trabalho. Entregar sempre o que há de mais atual e dedicado seja para trabalhar em ambiente de produção ou laboratório. Estudar, testar, estudar e testar até ficar perfeito para cada processo. Esse é a nossa rotina.

Valorizar as pessoas + compartilhar metas e direção + compartilhar visão de liderança é parte fundamental da nossa filosofia de gestão lean. Isso é ser transversal ao atual modelo das fábricas de bens de capital.

Acreditamos que as fábricas precisam de um processo de comunicação autêntica, aberta, entre todos os níveis, do board ao chão de fábrica, principalmente, mas também incluindo administradores e os usuários. É importante o colaborador ter autonomia, para que cada um encontre o seu próprio ritmo de aprendizagem e, ao mesmo tempo, é fundamental não ter orientação de nicho. O usuário precisa ter a percepção da complexidade do processo de fabricação, que ele é parte fundamental para que o outro lado (do cliente) tenha êxito. Só evoluímos profundamente dentro de um contexto comunicacional participativo, interativo, vivencial.

A tecnologia nos propicia interações mais amplas, que combinam o presencial e o virtual. É possível controlar do celular todo o processo de fabricação desde a inserção da primeira carga até a densidade e viscosidade temporal.

 

O cenário de máquinas e equipamentos no Brasil:

Praticamente todas as fábricas de máquinas e equipamentos industriais no Brasil ainda tem um elevado nivel hierarquico, muito demorado e com excessos de políticas internas. Estamos profundamente arraigados em organizações autoritárias, viabilizando um ecosistema praticamente impossível para inovação. O sistema de produção no Brasil ainda está muito defasado, com boa parte das fábricas ainda com gestão familiar, reunindo uma concentração muito grande de amadorismo. Portanto, os avanços são pequenos e não há perspectiva de melhora para os próximos 10 anos.

 

Quem acredita em nossa tecnologia:

 

Logotipos-das-universidades

 

Já fabricamos hélices Taylor Made para laboratórios de várias universidades e institutos brasileiros como: UFRJ [Universidade Federal do Rio de Janeiro], UFMG [Universidade Federal de Minas Gerais], UFRGS [Universidade Federal do Rio Grande do Sul], USP e UFPE [Universidade Federal de Pernambuco], IATI [Instituto Avançado de Tecnologia e Inovação]. Sempre é um desafio positivo. Aprendemos muito mais do que ensinamos. Estar em contato com professores e doutores faz com que percebamos nitidamente que ensinar é muito além de passar conteúdo. Se o projeto é focar apenas em custo, o processo de performance não tem a menor chance de ser bem-sucedido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *